4 de abr de 2012

Sessão Time - Milan

 
Associazione Calcio Milan, frequentemente abreviado em AC Milan ou Milan[4], é uma das principais equipes de futebol da Itália e também do mundo. Atualmente participa da Série A do campeonato italiano.
Partilha com o seu maior rival, a Internazionale, o Estádio Giuseppe Meazza, que no passado tinha o nome de Estádio San Siro, como ainda preferem chamá-lo atualmente os torcedores Milanistas, pois Giuseppe Meazza, que jogou em ambos os clubes teve maior destaque na Inter. O estádio tem capacidade para 81.277 espectadores, e é palco onde é disputado o clássico de Milão, Derby della Madonnina.
O Milan é a segunda equipe com mais conquistas no Campeonato Italiano, com 18 títulos, atrás da Juventus, com 27. É o clube italiano e o segundo da história com mais conquistas na Liga dos Campeões da UEFA, tendo sido campeão sete vezes e é também o maior campeão da Copa Intercontinental com três taças. Venceu ainda a Mundial de Clubes da FIFA 2007, se tornando o primeiro clube tetracampeão mundial.
Com base nos resultados de uma pesquisa conduzida pela empresa Demos & Pi em setembro de 2011, o Milan é o terceiro a ter mais torcedores na Itália, tendo ganho a preferência de 16% da amostra. [5] No nível continental, o Milan é o sétimo entre as equipes com mais torcedores na Europa, com cerca de 18,4 milhões, conforme demonstrado por um estudo publicado pela empresa alemã Sport+Markt, em setembro de 2010. [6]
O Milan foi uma das fundadoras do extinto G-14, um grupo que representa os dezoito principais clubes da Europa, e também é um dos membros fundadores da Associação Europeia de Clubes que substitiu o G-14. O time foi eleito pela FIFA o 9° maior clube de futebol do século XX e o segundo entre todos os clubes italianos.


O Milan começou como um clube de críquete, quando três britânicos, Kilpin, Allison e Davies, propuseram a idéia a dois homens de negócios, Alfred Edwards e Herbert Kilpin. Os dois criaram o clube em 16 de dezembro de 1899. Edwards tornou-se o primeiro presidente do Milan Cricket and Football Club. Edwards e Kiplin eram da cidade de Nottingham, Grã-Bretanha, usaram o nome da cidade de Milão (Milan, em inglês) e não o traduziram para o italiano, Milano, em respeito às suas origens. A partida inaugural foi disputada em março de 1900, contra outro time de Milão, chamado Mediolanum.


Apenas dois anos depois de sua criação, o Milan conquistou seu primeiro campeonato, em 1901. O clube cresceu em popularidade e força e conquistou os campeonatos em 1906 e 1907. No ano seguinte, o clube passou por mudanças que alteraram não só o clube, como o futuro do futebol italiano. Os conflitos, envolvendo jogadores estrangeiros. E foi criado outro time, a Internazionale Milano, ou simplesmente Inter de Milão, que se tornou o maior rival do Milan. A primeira partida contra a Inter de Milão foi disputada em 18 de outubro de 1908, com vitória do Milan por 2x1. Em 1916, o Campeonato Italiano foi suspenso por conta da Primeira Guerra Mundial. Durante 1915 e 1916 as temporadas da liga foram substituídas pela Federal Cup, vencida pelo Milan. Durante a guerra, o time foi chamado de Milano.A década de 1920 foi de uma nova mudança para o futebol italiano e para o Milano. O Estádio San Siro foi construído em 1926 como a casa do time, fundado por Pietro Pirelli. Poucos anos depois, em 1929, foi criada a Campeonato Italiano , e foi chamada Girone Unico. Em 1938 o clube oficializou definitivamente seu nome como Associazione Calcio Milan.


Então, o Milan mergulhou num período de baixa nestes anos. Com a equipe dividida em duas, não conseguiu conquistar nenhum campeonato até 1950, conseguindo, no máximo, a terceira posição. Lentamente o time foi se recuperando, até vencer a Liga dos Campeões da Europa em 1963[7] contra o vencedor do ano anterior, o Benfica. O final da década de 1950, foi cheio de esperança para três novos jogadores do Milan. Gianni Rivera, do Alessandria, foi contratado por $200.000, um recorde na época. Os outros dois foram o artilheiro ítalo-brasileiro Mazzola e o meio-campista uruguaio Juan Alberto Schiaffino.Em 1968, o Milan conquistou o Scudetto e seu astro Gianni Rivera conquistou o prêmio de melhor jogador da Europa. O time também conquistou a Liga dos Campeões da Europa pela segunda vez e a Copa Intercontinental pela primeira vez.
Depois que Gianni Rivera, o homem que carregava o time nas costas, se aposentou em 1979, o Milan se viu no meio de um escândalo. O Milan estava num período negro mais uma vez. Foi rebaixado para a Campeonato Italiano Serie B, após o escândalo de manipulação de resultados que ficou conhecido como Totonero, em 1980. Dois jogadores e o presidente, Felice Colombo, foram acusados pelo Departamento de Finanças da Itália de fazer parte da manipulação de resultados. Por causa do envolvimento dos três, o clube foi rebaixado pela única vez em sua história. O Milan esteve na Serie B, apenas na temporada 1980-81, pois dominou a competição com 50 pontos e 18 vitórias (na época, a vitória valia apenas dois pontos) e o atacante Antonelli, foi o artilheiro.

Na temporada 1981-82, o Milan voltava para à Serie A, mas fez uma campanha fraquíssima, terminando em 14º lugar. A poderosa Juventus de Turim conquistou o segundo Scudetto seguido. Assim que a “era negra” se foi, Silvio Berlusconi, um empreendedor italiano passou a administrar o clube em 1986. Ele investiu bastante no clube e trouxe Arrigo Sacchi como técnico. Silvio Berlusconi também articulou a contratação de três jogadores holandeses, Marco van Basten, Ruud Gullit e Frank Rijkaard. E foi assim que o Milan começou a sua era dourada. O time conquistou cinco torneios europeus e duas Copas Intercontinentais. As partidas da equipe passaram a ser transmitidas para o mundo inteiro. Em 1991 o clube acertou com um novo técnico, Fabio Capello, que já tinha atuado pelo Milan como jogador. O reinado de Fabio Capello no Milan foi arrebatador. Ele conquistou a Serie A naquele ano, treinando um time que não perdeu uma partida sequer. O Milan chegou a vencer nada menos que 58 partidas seguidas.
Em 1996 o clube conquistou seu 15º Scudetto. No mesmo ano Fabio Capello, transferiu-se para o Real Madrid e o time deu as boas vindas ao novo técnico Oscar Tabarez. Sua carreira no Milan foi curta e ele foi rapidamente substituído pelo antigo técnico Arrigo Sacchi, que por sua vez, foi substituído por Fabio Capello na temporada de 1998. O Milan se viu novamente associado a outro escândalo de manipulação de resultados, tal como o famigerado Totonero, quando em 2006 o clube esteve envolvido no escândalo de manipulação de resultados da Serie A, que rebaixou a Juventus para a Serie B.
O escândalo resultou na perda de 15 pontos no campeonato e no banimento do time da Uefa Champions League, nos anos seguintes e, no descenso para a Serie B. O clube apelou contra a punição, e teve sucesso. A perda diminuiu para oito pontos, o time permaneceu na Serie A e foi liberado a participar da Liga dos Campeões da UEFA de 2006-07[8], que acabou sendo vencida pelo próprio Milan. Na final contra o Liverpool FC, Filippo Inzaghi marcou os dois gols da vitória por 2x1 e, pôs o Milan novamente no topo da Europa. No final de 2007, o Milan conquistou o Mundial de Clubes de 2007, vencendo o Boca Juniors por 4x2 na decisão, conquistando o mundo pela quarta vez, e se tornando o clube com mais títulos internacionais em todo o planeta.



By: Rafaela

Mais informações em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Associazione_Calcio_Milan

Nenhum comentário:

Postar um comentário