2 de jun de 2012

Sessão Turismo - Andes

Fotografia aérea de uma porção dos Andes entre a Argentina e o Chile.


A Cordilheira dos Andes (em língua quechua: Anti(s)) é uma vasta cadeia montanhosa formada por um sistema contínuo de montanhas ao longo da costa ocidental da América do Sul, sendo a formação geológica da mesma datada do período Terciário. A cordilheira possui aproximadamente 8000 km de extensão. É a maior cadeia de montanhas do mundo (em comprimento), e em seus trechos mais largos chega a 160 km do extremo leste ao oeste. Sua altitude média gira em torno de 4000 m e seu ponto culminante é o pico do Aconcágua com 6962 m de altitude.
A Cordilheira dos Andes se estende desde a Venezuela até à Patagônia, atravessando todo o continente sul-americano, caracterizando a paisagem do Chile, Argentina, Peru, Bolívia, Equador e Colômbia, também conhecidos como países Andinos.
Nos territórios da Colômbia e da Venezuela a cordilheira se ramifica e se prolonga até quase alcançar o Mar do Caribe. Em sua parte meridional serve de longa fronteira natural entre Chile e Argentina. Na zona central, os Andes se alargam dando lugar a um planalto elevado conhecido como Altiplano, partilhado pelo Peru, Bolívia e Chile. A cordilheira volta a estreitar-se no norte do Peru e se alarga novamente na Colômbia para estreitar-se e dividir-se ao entrar na Venezuela[1].

Extensão da Cordilheira dos Andes na América do Sul.

A grande beleza cênica de suas montanhas faz com que a Cordilheira dos Andes apresente um grande potencial turístico, que ainda é sub-explorado na maior parte dos países por onde se estendem suas montanhas.
A menos de uma hora de automóvel de Santiago, no Chile estão localizadas várias e famosas estâncias de esqui, tais como Valle Nevado, El Colorado, Farellones e La Parva[6].
A região de Mendoza, na Argentina é o destino escolhido por muitas pessoas que procuram por neve. Um dos marcos da viagem é atravessar uma estrada que cruza por regiões semi-desérticas, até chegar ao Parque Nacional do Aconcágua, que fica no lado argentino da Cordilheira dos Andes, e visualizar o pico do Aconcágua. Ao longo de todo o ano o visitante pode visualizar as neves eternas no topo das montanhas. Durante as nevascas mais intensas do inverno, alguns pontos da estrada ficam intransitáveis[7].

O monte Aconcágua - Sentinela de Pedra - tem 6 962 metros de altitude, e é simultaneamente o ponto mais alto das Américas, de todo o Hemisfério Sul e o mais alto fora da Ásia. Fica localizado nos AndesMendoza. Por ser a montanha mais alta das Américas desafia todos os anos montanhistas de todo mundo a escalá-la[8]. Existem alguns locais para acampamentos para quem deseja realizar a subida da montanha: Confluência a 3368 m de altitude, Plaza de Mulas 4370 m – que é o acampamento base –, Nido de Condores a 5560 m e Berlim a 5926 m. 
O Deserto do Atacama é bastante procurado pela sua paisagem única, uma vez que se trata do local mais seco de todo o Planeta[9].
Bariloche, cujo nome oficial é San Carlos de Bariloche, é uma cidade turística da Argentina, localizada na Província de Río Negro, junto à Cordilheira dos Andes na fronteira com o Chile. Está rodeada por lagos (Nahuel Huapi, Gutiérrez, Mascardi) e montanhas, como o Cerro Tronador (3354 m de altitude, na fronteira com o Chile), o Cerro Catedral (movimentada estação de esqui) e o Cerro López. Possui cerca de 130 mil habitantes.
No Peru merece destaque a região de Machu Picchu, a cidade perdida dos Incas. Localizada a 2400 metros de altitude, Machu Picchu está situada no alto de uma montanha, cercada por outras montanhas e circundada pelo rio Urubamba, o que lhe proporciona uma atmosfera única e extrema beleza paisagística[10].
Também merecem destaque os diversos vulcões ativos e gêiseres existentes nessa cadeia montanhosa. Embora muitos sejam carentes de infraestrutura, atraem milhares de turistas anualmente[11][12].
Outros pontos comumente procurados por turistas são os lagos de água salgada existentes nos arredores de áreas dotadas de atividades vulcânicas[13]. Situados nas proximidades de formações geológicas conhecidas como salares, esses lagos possuem água ricas em minerais potencialmente benéficos à saúde, o que faz com que as pessoas utilizem suas águas para banhos medicinais[14]. Dentre essas formações, merece destaque o Salar de Uyuni, na Bolívia.

Mais em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Andes

By: Rafaela

Nenhum comentário:

Postar um comentário